Amigos

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Brasileiros na 29ª Bienal: Cinthia Marcelle


A obra de Cinthia Marcelle trafega por diversas linguagens, como o desenho, a fotografia, o vídeo e a performance. Nesta última, a artista vem demonstrando uma singular intensidade, capaz de ativar de maneira potente questões como o corpo, a cor, e a simultaneidade de acontecimentos entre grupos de pessoas em diferentes espaços e tempos.

Bacharel em Desenho pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais, foi contemplada em 2003 com a Bolsa Pampulha, no 27º Salão Nacional de Arte de Belo Horizonte, MG. Em 2003, trabalha como artista residente na Cidade do Cabo, África do Sul, pelo Programa Very Real Time. Recebe em 2006 o International Prize for Performance, Trento, Itália. Fez parte da 9° Bienal de Havana, Cuba, 2006, e da Bienal de Lyon, 2007. Artista integrante do XXX Panorama da Arte Brasileira - Contraditório, 2007.
fonte: Arco Madri 2008

Aqui, uma pá escavadeira percorre um trajeto na forma de um símbolo de infinito, transportando terra de um lado para o outro como uma espécie de ampulheta ampliada que nunca para de girar. 475 VOLVER, inédito no Brasil, foi exibido apenas na mostra individual “to come to”, Sprovieri Gallery, Londres, 2009.

Nenhum comentário:

Postar um comentário