Amigos

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Brasileiros na 29ª Bienal: Henrique Oliveira


A arte de Henrique Oliveira

"Dentre a profusão de meios, linguagens e veículos de expressão artística que conforma a visualidade contemporânea, é sensível na cena brasileira dos últimos anos a insurgência de uma vertente que valoriza o emprego de materiais pobres, soluções visuais despojadas e arranjos [mais e menos] precários. Uma movimentação que, se ainda não configura exatamente uma "categoria", já foi enquadrada informalmente em rótulos de estatuto relativo como poética da gambiarra e estética do precário, e que permite revitalizar discussões acerca de antigos estigmas envolvendo uma certa idéia de "arte brasileira", que se veria atrelada a resquícios da tradição construtiva e a uma inefável vocação para a superação da tão referida adversidade histórica que a marca, etc."
Guy Amado
Texto publicado no folder do Programa de exposições do Centro Cultural São Paulo- março de 2006.

Para a Bienal ” A Origem do Terceiro Mundo” ,a obra de Henrique Oliveira , tem uma clara inspiração na obra de Gustav Courbet , em tamanho gigante pode-se passear por dentro de uma imensa vagina , um dos trabalhos mais comentados da Bienal.

Site do artista: http://www.henriqueoliveira.com

4 comentários:

  1. Bem interessante... O artista colocou, de maneira bem estridente, o sonho de muitos homens: perambular adentro, do órgão sexual feminino!

    A Bienal sempre prepara trabalhos grandiosos e exóticos!!


    Iluminada semana a ti, Sheilla!

    Bjs e paz profunda!

    ResponderExcluir
  2. rsrs, salve o prazer, salve o prazer!
    Super abraço Anjo!

    ResponderExcluir
  3. rsrsr..salve salve...

    como diria o mestle: salve o plazel, fíria!


    rsrsrs

    ResponderExcluir