Amigos

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Julião Sarmento fala sobre sua obra em Londres


Forget Me- Obra de Sarmento no Tate Modern


O artista plástico Julião Sarmento protagoniza no sábado uma conversa com o crítico de arte e curador britânico Adrian Searle no museu de arte contemporânea Tate Modern, em Londres, onde tem cinco obras expostas.


O Tate Modern possui atualmente em exposição cinco trabalhos de Sarmento - «Forget Me», de 2005, «Untitled (Bataille)», de 1976, «Mehr Licht», de 1985, «Emma (10)», de 1991 e «Dublin-Trieste 2 December 1909», de 1996 - três dos quais pertencem à coleção do museu.

O artista português, será convidado a elaborar sobre os temas da memória, sexualidade, transgressão, moralidade e dualidade, adianta o texto de promoção do evento.


Na obra Forget Me, observa-se a frase de Michel Foucault:

If man did not imperiously close his eyes, he would finally be unable to see the things worth seeing

[Se um homem não fecha os seus olhos imperiosamente, ele estará, de uma vez por todas, inapto à ver as coisas que realmente valem a pena ver]
Perfect!

Via: http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?section_id=4&id_news=493644
Site do Tate Modern

3 comentários:

  1. yes..
    this is really good, "no hablo"
    but I apperciate the visual, and the feeling behind it!!

    ResponderExcluir
  2. Gostei muito.
    Saudades de passar por aqui.
    Que bom que visitou o meu blog.
    Beijos querida.

    ResponderExcluir
  3. Still in love, with your "Klimty" blog header!!
    Forget, every thing... with the eyes, wide open.
    Willy

    ResponderExcluir