Amigos

domingo, 20 de março de 2011

Um dia terá que ter terminado

Obra Uma Confissão - 1971, de João Câmara Filho


A arte brasileira que foi produzida no período da ditadura militar é o tema da exposição: 'Um dia terá que ter terminado 1969/74', que acontece no MAC Ibirapuera até 31 de julho. A exposição reflete sobre a constituição do acervo do MAC USP durante a ditadura militar e aponta o Museu como um dos poucos espaços de resistência a censura e lutando pela livre expressão no país.

Será a segunda de uma série de três exposições especiais, concebidas pelas curadoras da Divisão de Pesquisa em Arte, Teoria e Crítica: Ana Magalhães, Cristina Freire e Helouise Costa.

Obra Brasiliana 9- 1969 de Antonio Henrique Amaral


O nome da exposição deriva do trecho de uma carta escrita pelo artista Sérgio Ferro ao então diretor do museu, Walter Zanini, antes de sair para o exílio. Na carta, Ferro solicita que sua obra seja protegida pelo MAC e fala de sua esperança de que a ditadura acabe: “Um dia terá que ter terminado”, escreveu.

A exposição está aberta até o dia 31 de julho, de terça-feira a domingo, das 10h às 18h, no MAC Ibirapuera, com entrada franca. O MAC está localizado no Parque Ibirapuera, no Pavilhão Cicillo Matarazzo, no prédio da Bienal.



Via:Jornal do Brasil - Cultura - Exposição em São Paulo apresenta acervo do MAC durante ditadura militar

Nenhum comentário:

Postar um comentário