Amigos

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Brasileiros na 29ª Bienal: Carlos Vergara


Uma outra energia silenciosa.

A obra plástica de Carlos Vergara começa a ser desenvolvida com vigor e rigor a partir dos anos 1960. Sua presença no conjunto da produção brasileira já era então notável: o artista participa das Bienais de São Paulo de 1963 e de 1967; de mostras de importância histórica como Opinião 65, Opinião 66 e Nova Objetividade Brasileira, em 1967; de diversos Salões de Arte realizados no país, e ainda de mostras internacionais como a Bienal de Paris de 1969.

Nenhum comentário:

Postar um comentário